Espaço da Mente
Espaço da Mente
Ângela Cardoso

Bem-vindo/a ao espaço da mente

O meu nome é Ângela Cardoso e souPsicóloga Clínica e da Saúde

Nº cédula profissional: 24337

Tenho uma grande admiração pelas abordagens do funcionamento humano e, por consequência, investi diversos recursos para compreender de forma abrangente as razões do nosso funcionamento. Um caminho árduo, mas que tem sido uma enorme e prazerosa descoberta. 

01

Porquê o "Espaço da Mente"?

Pelos motivos já mencionados, e por me considerar uma profissional de saúde eficiente, ativa na procura de formações que me possibilitem melhores estratégias de intervenção para alcançar os objetivos que me são colocados, decidi criar um espaço dedicado à saúde mental.

02

Visão

O meu percurso profissional tem-me permitido desenvolver maiores e melhores competências de intervenção na área da Psicologia Clínica e da Saúde, com aplicação dos modelos de intervenção – Integrativo, o Cognitivo-Comportamental e o Humanista. Procuro uma visão holística e multidimensional na minha abordagem terapêutica, que permita observar a pessoa como um todo, em todas as suas dimensões (emocional, social, físico, espiritual, etc.).

03

Caminho profissional

A minha prática profissional realizou-se em contexto hospitalar e clínico, onde tive a oportunidade de trabalhar com equipas multidisciplinares que me permitiram compreender a realidade em vários contextos.

04

Objetivo

O espírito humano e compreensivo aliado ao profissionalismo, contribuíram para o processo de integração e aquisição de melhores competências. Todas as intervenções vão ao encontro de maximizar o funcionamento do indivíduo e minimizar o sofrimento psicológico suscitado por problemas psicológicos.

01

Porquê o "Espaço da Mente"?

Pelos motivos já mencionados, e por me considerar uma profissional de saúde eficiente, ativa na procura de formações que me possibilitem melhores estratégias de intervenção para alcançar os objetivos que me são colocados, decidi criar um espaço dedicado à saúde mental.

02

Visão

O meu percurso profissional tem-me permitido desenvolver maiores e melhores competências de intervenção na área da Psicologia Clínica e da Saúde, com aplicação dos modelos de intervenção – Integrativo, o Cognitivo-Comportamental e o Humanista. Procuro uma visão holística e multidimensional na minha abordagem terapêutica, que permita observar a pessoa como um todo, em todas as suas dimensões (emocional, social, físico, espiritual, etc.).

03

Caminho profissional

A minha prática profissional realizou-se em contexto hospitalar e clínico, onde tive a oportunidade de trabalhar com equipas multidisciplinares que me permitiram compreender a realidade em vários contextos.

04

Objetivo

O espírito humano e compreensivo aliado ao profissionalismo, contribuíram para o processo de integração e aquisição de melhores competências. Todas as intervenções vão ao encontro de maximizar o funcionamento do indivíduo e minimizar o sofrimento psicológico suscitado por problemas psicológicos.

TRATAMENTOS

Marque uma consulta online

Fevereiro 2024
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
29
30
31
1
2
5
6
7
8
9
12
13
14
15
16
19
20
21
22
23
26
27
28
29
1

Contactos

É verdade que as emoções negativas são aquelas que geram maior angústia e torna-se complicado ver o lado bom das coisas, mas essas podem ter um propósito.

- Resumindo a Mente -

Depressão

No estado atual de conhecimento, o diagnóstico da Perturbação Depressiva e os seus subtipos é feito através da análise dos sinais e sintomas, da forma como se associam e evoluem no tempo e do impacto que têm no funcionamento psicossocial das pessoas.

  • Sintomas afetivos/ emocionais:

    Tristeza, desânimo, ansiedade, irritabilidade, alterações da reatividade emocional, apatia, perda de interesse, anedonia (Perda de satisfação e interesse em realizar atividades que antes considerava prazerosas).

  • Sintomas cognitivos:

    Lentificação de pensamentos, carácter negativo, pensamento monotemático (pensar apenas num único tema), perda de autoestima, desesperança, ideação (delirante) de culpa, ruína, hipocondria, ideação suicida, défice de atençã/concentração, queixas de memória.

  • Sintomas somáticos:

    Astenia (perda ou diminuição da força física), insónia/hipersónia, alterações do apetite, perturbações gastrointestinais, disfunção sexual.

  • Sintomas motores e comportamentais:

    Alterações psicomotoras, isolamento social, tentativas de suicídio.

Ansiedade

A ansiedade é uma emoção considerada normativa e adaptativa face aos diversos estímulos externos. Porém, apesar deste caráter normativo, a existência de um padrão frequente de preocupação persistente que é desproporcional face às circunstâncias que são o foco de preocupação, resulta uma patologia ansiosa.

  • Sinais da Ansiedade Generalizada:

  • Preocupação e ansiedade excessivas, que ocorre em mais de metade dos dias durante pelo menos seis meses, sobre vários acontecimentos ou atividades (como no desempenho laboral ou escolar)
  • A pessoa sente dificuldade em controlar a preocupação
  • Agitação, nervosismo ou tensão interior
  • Fadiga fácil
  • Dificuldades de concentração ou mente “vazia”
  • Irritabilidade
  • Tensão muscular
  • Perturbações do sono
  • A ansiedade, preocupação ou sintomas físicos causam mal-estar clinicamente significativo ou défice no funcionamento social, ocupacional ou noutras áreas importantes do funcionamento.

Fatores de Stress

A Perturbação de Stress Pós-Traumático (PSPT) é uma perturbação mental caracterizada pelo desenvolvimento de sintomas característicos após a exposição a um ou mais acontecimentos traumáticos.

O acontecimento traumático pode ser reexperienciado de várias maneiras. Comummente, as pessoas têm lembranças intrusivas, involuntárias e recorrentes do acontecimento. A ênfase está orientada para as memórias recorrentes do acontecimento que em geral incluem componentes comportamentais fisiológicas, emocionais e sensoriais.

O tratamento deve ser considerado na sua vertente psicológica e farmacológica.

A abordagem psicológica cuja intervenção tem tido muito eficácia consiste na terapia cognitivo-comportamental, que inclui a reestruturação cognitiva e os programas de gestão de ansiedade. 

Sintomas Somáticos

O fenómeno de somatização refere-se à representação de queixas somáticas consequentes de causas psicológicas sendo atribuídas pelos os indivíduos como uma causa orgânica.

O diagnóstico principal nesta classe de diagnóstico, Perturbação de Sintomas Somáticos, tem como base a manifestação de sintomas e sinais positivos – sintomas somáticos gerados de mal-estar, pensamentos, sentimentos e comportamentos anormais em resposta aos sintomas, do que a ausência de uma explicação médica para os sintomas.

  • Critérios de diagnóstico:

  • Um ou mais sintomas somáticos gerados de mal-estar
  • Pensamentos, sentimentos ou comportamentos excessivos relacionados com os sintomas somáticos ou associados a preocupações de saúde, pelo menos um dos seguintes:
    • Pensamentos desproporcionados e persistentes acerca da gravidade dos próprios sintomas
    • Níveis de ansiedade persistentemente elevados relacionados com a própria saúde ou com os sintomas
    • Consumo de tempo ou energia excessivos dedicados a estes sintomas ou preocupações de saúde
  • Apesar de qualquer um dos sintomas somáticos poder não estar continuamente presente, o estado de estar somático é persistente (mais de 6 meses).

Alterações do Sono

Todas as pessoas devem cuidar do sono, pois encontra-se envolvido em vários processos fisiológicos importantes, nomeadamente: na consolidação da memória, na conservação de energia e promoção de processos anabólicos, na plasticidade cerebral e no restauro metabólico do cérebro, “desintoxicação” do cérebro, etc.

A insónia acaba por ser a queixa mais frequentemente reportada, caracterizada pela dificuldade em adormecer, qualidade reduzida do sono e/ou dificuldade em permanecer a dormir em circunstâncias adequadas.

  • Consequências da Insónia:

  • Alterações da função cognitiva
  • Aumento do risco de acidentes
  • Diminuição da qualidade de vida
  • Variações do humor e do comportamento
  • Vontade de dormir durante o dia
  • Agravamento de doenças psiquiátricas e outras patologias

Terapia de Casal

Segundo a American Psychological Association: “Em qualquer fase da vida, as nossas relações proporcionam-nos alegrias e desafios. Aprender a gerir ansiedade, o stress, entender as nossas emoções, os nossos comportamentos e comunicar eficazmente, ajuda a fortalecer a nossa saúde emocional, assim como, as conexões com as pessoas importantes da nossa vida”.

Ao longo do tempo, os indivíduos são expostos a mudanças que podem comprometer a dinâmica familiar. Neste sentido, a terapia de casal tem como objetivo ajudar o casal a superar conflitos conjugais, nomeadamente: problemas de comunicação, a falta de afeto emocional, as expectativas irrealistas em relação a cada elemento do casal e/ou à relação, etc.

  • Os benefícios da terapia de casal:

  • Melhorar a comunicação do casal;
  • O casal passa a conhecer-se melhor;
  • Fortalecimento do vínculo;
  • A convivência melhora;
  • Encontrar estratégias mais ajustadas à realidade de cada um;
  • Cada elemento entendo qual o seu papel na relação,
  • Identificação de objetivos em comum;
  • Negociar e equilibrar as diferenças individuais;
  • Promoção da saúde mental;

Marque a sua consulta online

BLOG

Resumindo a Mente

No posts were found for provided query parameters.

Espaço da Mente

O Espaço da Mente é um espaço onde pode procurar ajuda e estratégias de forma a alcançar o seu bem estar mental e emocional. Todas as intervenções vão ao encontro de maximizar o funcionamento do indivíduo e minimizar o sofrimento psicológico suscitado por problemas psicológicos.

Membro efetivo na Ordem dos Psicólogos Portugueses (OPP) Cédula Profissional: 24337
Este estabelecimento encontra-se registado na Entidade Reguladora da Saúde.

Deixe a sua mensagem ou questões: